“O Clube da Matemática”, destina-se a todos os alunos dos 2.º e 3.º ciclos e decorrerá na sala 5 (Sala da Matemática), durante todo o ano letivo. As diferentes atividades matemáticas aí sugeridas pelo grupo disciplinar de Matemática, terão como principal objetivo, promover o sucesso dos alunos, encontrando formas de proporcionar a Matemática a todos, ajudando-os a desenvolver a sua própria compreensão.

No dia 7 de maio duas equipas do AE D. Maria II participaram na fase Regional das Olimpíadas de Química Júnior que teve lugar no Departamento de Química da Universidade do Minho. Em representação da Escola Básica Conde de Arnoso participaram as alunas Ana Alves, Ana Ribeiro e Diana Coelho. Pela equipa da Escola Básica D. Maria II participaram os alunos Pedro Barroso e Lara Oliveira. 

As Olimpíadas de Química Júnior são concursos de resolução de problemas de química, dirigidos aos estudantes do ensino básico e organizados pela Sociedade Portuguesa de Química - SPQ. A fase regional consiste na realização de uma prova escrita que tem uma teórica e outra prática. 

O objetivo principal da participação nesta atividade é poder contribuir despertar o interesse e gosto pela química e cativar vocações para carreiras científico-tecnológicas.

 

Nos dias 23, 24 e 25 de fevereiro, o Clube Ciência Viva do Agrupamento de Escolas D. Maria II dinamizou um conjunto de atividades em parceria com o Centro Ciência Viva de Guimarães – Curtir Ciência.

Foram dinamizados workshops destinados aos alunos do 8º ano da Escola Básica Conde de Arnoso e Escola EB 2,3 D. Maria II. Esta iniciativa contou com a colaboração dos docentes de Ciências Naturais que lecionam este ano de escolaridade em ambas as escolas.

Os workshops dinamizados tiveram por base o kit “PoluirNão”, que faz parte da Oferta Educativa do Curtir Ciência e permite explorar alguns dos impactos ambientais causados pela ação humana, em particular, os que se prendem com a contaminação das águas por ação de plásticos de diferentes densidades, o efeito dos mioplásticos, a questão das descargas poluentes e consequente contaminação das águas dos aquíferos por infiltração, o efeito dos óleos sobre a biodiversidade, em particular a biodiversidade marinha, e a origem das chuvas ácidas e seus efeitos.  

Apesar das restrições impostas pela situação pandémica que vivemos, dentro do possível, os alunos de cada uma das turmas envolvidas tiveram oportunidade de praticar e explorar alguns dos conceitos científicos abordados nas aulas e, deste modo, dar sentido às suas aprendizagens.

Os alunos do Agrupamento de Escolas D. Maria II estão de parabéns, pela Menção Honrosa recebida no XV Congresso Nacional Cientistas em Ação, que decorreu de 28 a 30 de abril no Centro Ciência Viva de Estremoz.

 O trabalho sobre extração e uso de diferentes "Pigmentos Vegetais como indicadores de ácido-base" foi brilhantemente defendido por quatro alunos do 8º A, também envolvidos em atividades do Clube Ciência Viva da Escola D. Maria II. Os alunos apresentaram o trabalho perante o júri de forma exemplar, em dois momentos chave: uma apresentação teórica e uma demonstração prática do trabalho desenvolvido.

Neste evento de âmbito nacional, pretende-se promover o espírito científico dos jovens, através da realização de projetos científicos nos quais o ensino experimental se revele uma prioridade. Os alunos têm neste congresso a oportunidade de vivenciar um momento de partilha de resultados de investigação com os seus pares, à imagem dos cientistas no contexto da produção científica

O trabalho apresentado encontra-se já publicado no Livro de Resumos do Congresso. 

Foram publicadas algumas notícias sobre o evento, onde se publicitam os trabalhos premeados e a listagem de todos os trabalhos reconhecidos neste congresso. 

 

 

Tendo em conta o Programa Impulso Jovens STEAM, inscrito no Plano de Recuperação e Resiliência (PRR), que prevê o reforço da promoção do ensino experimental das ciências e técnicas e da cultura científica no ensino básico e secundário, e ensino profissional, através do reforço da Rede de Clubes Ciência Viva na Escola, foi lançado em outubro de 2021 o concurso para o alargamento da Rede de Clubes Ciência Viva na Escola.

O Agrupamento de Escolas D. Maria II, que na primeira fase de criação dos Clubes Ciência Viva na Escola, já havia aderido à rede, com um clube em funcionamento desde 2018 na escola sede, responsável pela dinamização de inúmeras atividades junto da comunidade educativa (ver Blog Ciência no Pátio da Nossa Escola http://miudosbioconcientes.blogspot.com/), algumas delas de reconhecido mérito e agraciadas com prémios em diversos concursos, vê agora reforçada a sua posição.

Tendo em vista o alargamento da Rede de Clubes Ciência Viva na Escola, foi elaborada e aprovada a proposta denominada “Ciência por Miúdos” a funcionar na Escola Conde de Arnoso. A proposta foi avaliada com a pontuação máxima e será disponibilizada a verba necessária para a implementação de um espaço educativo inovador, destinado ao pré-escolar e o 1º ciclo, tendo como foco temático a integração das ciências fundamentais com a arte e a tecnologia, em particular com recurso à programação e robótica, procurando desde tenra idade o desenvolvimento de pensamento computacional e o recurso às tecnologias, como forma de aprender a resolver problemas complexos, apenas passíveis de serem resolvidos através de abordagens interdisciplinares, como é o caso daqueles que a humanidade enfrenta atualmente.

Será, assim, criado um espaço de educação não formal, baseado no modelo de ambiente educativo ativo e inovador, a funcionar em local devidamente identificado pela comunidade, onde a aprendizagem das ciências e tecnologias possa ocorrer de forma sustentada, mas adaptada à faixa etária do público-alvo que se pretende atender. Este espaço, pretende também ser o “motor” da inovação curricular na escola e no agrupamento, na medida em que irá gerar dinâmicas e sinergias potenciadoras de abordagens interdisciplinares, com enfoque STE(A)M, desafiando docentes e alunos a dinamizar outros projetos que não fiquem circunscritos aos muros da sala do clube.

O Agrupamento de Escolas D. Maria II vê assim reforçada a sua posição enquanto escola promotora de literacia científica, não só dos seus alunos, mas também da comunidade onde se insere, com a integração de dois clubes na Rede Nacional de Clubes Ciência Viva.

Pág. 1 de 7