No passado dia 29 de setembro, os alunos do Clube Europeu da AE D Maria II dinamizaram o Peddy-Paper, VOLTA À EUROPA EM FERROVIA – Vila Nova Famalicão a Helsínquia. Este evento, realizado ao ar livre, cumprindo as normas de segurança ainda exigidas, insere-se no âmbito das atividades realizadas pelo Clube Europeu do Agrupamento e incluído na temática do concurso dos Clubes Europeus 2020-2021: “Pacto Ecológico Europeu - O Transporte Ferroviário promove a mobilidade sustentável”.

O Peddy-Paper simulou uma viagem de comboio entre a cidade de V N de Famalicão e a capital da Finlândia, Helsínquia, com paragens obrigatórias em várias cidades europeias, Porto, Paris, Bruxelas, Berlim, Varsóvia, Vilnius e Riga. Em cada paragem houve questões obrigatórias a responder por cada equipa sobre essas cidades, as suas estações ferroviárias, os seus monumentos, o comboio e a mobilidade sustentável. Em caso de dúvida, as equipas podiam, através da leitura de um QR Code, consultar a documentação de apoio sobre a cidade em causa. Inscreveram-se dez equipas dos 2º e 3º ciclos, compostas por três elementos cada, que responderam ao quizz, munidas de telemóvel com ligação à internet em, obrigatoriamente, 60 minutos.

A atividade, embora fosse uma competição, decorreu num clima afável, de grande entreajuda e cooperação entre os elementos das equipas, não se perdendo de vista  o objetivo de chamar a atenção para a importância do transporte ferroviário enquanto promotor da sustentabilidade e do espírito de cidadania europeia.

Mobilidade Erasmus a Almeria, Espanha de 1 a 7 de abril 

Estão abertas as inscrições para todos os alunos dos 6º, 7º, 8º e 9º anos do Agrupamento (Escola D. Maria II e Escola Conde de Arnoso) de fevereiro de 2024. 

Para tal devem elaborar uma carta de motivação e preencher o formulário  AQUI 

Para mais esclarecimentos contactar o professor Ilídio Rodrigues (EV) ou a Equipa de Internacionalização do Agrupamento (Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar.)

Os interessados deverão preencher (dentro do prazo estipulado) o Formulário de Candidatura enviado pela equipa coordenadora onde, entre outras informações pessoais, elaboram pequenos textos onde descrevem a sua motivação para a participação no respetivo projeto e o alinhamento com o Plano Erasmus do Agrupamento (enviado em Anexo e publicitado na página do Agrupamento.

Cada candidato deverá indicar, por ordem de preferência, a(s) tipologia(s) de atividades de mobilidade a que se candidata. Se apenas de desejar concorre a um tipo de mobilidade não precisa de indicar mais nenhuma.

Critérios de Seleção

  1. Vontade e Compromisso:
    1. Demonstrar vontade em participar.
    2. Mostrar um forte compromisso com a disseminação de conhecimento e esforço em ações de desenvolvimento profissional junto dos colegas.
    3. Demonstrar a existência de contactos pré-estabelecidos com escolas europeias acreditadas para atividades de Job-Shadowing ou para grupos de alunos e também ideias/proposta de Learning Agreement para a mobilidade desejada.

2.Capacidades de Comunicação e Experiência:

  1. Capacidade de comunicação inferida pela experiência demonstrada no percurso formativo ou em projetos anteriores.
  2. Iniciativa em Projetos:
  3. Comprovada capacidade de iniciativa ao nível do desenvolvimento de projetos no agrupamento.
  4. Domínio da Língua Inglesa:
  5. O domínio da língua inglesa não será um fator de exclusão, embora, no caso dos cursos, seja necessário demonstrar um nível mínimo de proficiência na língua dos mesmos.

Na seleção dos participantes serão salvaguardados os princípios da transparência, equidade, igualdade de oportunidades e inclusão.

Uma vez que se pretende proporcionar oportunidades para todos, a seleção não tem como principal foco o desempenho escolar, isto é, o facto de serem alunos com notas excelentes, mas antes os valores e atitudes de cidadania evidenciados, as competências interpessoais demonstradas e as capacidades de comunicação comprovadas, assegurando um nível mínimo de proficiência linguística que garanta a comunicação e a aprendizagem no país de destino

Os alunos terão de formalizar a sua candidatura num formulário próprio, no qual deverão também anexar uma carta de motivação (em pdf) e onde demonstrem os seguintes elementos:

1 - Compromisso com a consecução dos objetivos de Internacionalização do Agrupamento, nomeadamente, os que se relacionam com a inovação, a inclusão e o desenvolvimento de competências digitais que favoreça a colaboração e cooperação dentro e fora da nossa escola.

2 - Compromisso com a disseminação dos resultados de aprendizagem alcançados. Os alunos devem explicitar as ações que poderão desenvolver, na escola e fora dela, para dar visibilidade e divulgar o projeto e o que vão aprender nas mobilidades.

3 – Demonstração de competências interpessoais, nomeadamente, bom comportamento (dentro e fora da sala de aula), facilidade de relacionamento com os seus pares, sentido de responsabilidade, resiliência, capacidade de adaptação a situações inesperadas e autonomia. Todos estes elementos serão comprovados junto dos Diretores de Turma.

4 – Demonstração da experiência prévia de participação em Clubes e Projetos dinamizados no Agrupamento (ex:  Clube Europeu; Clube Ciência Viva; Eco-Escolas; Clube das Artes; eTwinning, entre outros).

5 – Clara demonstração de um nível mínimo de proficiência linguística que garanta a comunicação e a aprendizagem noutro país. Neste caso são válidas as competências em Inglês e Espanhol

Fatores de majoração:

  • Face ao universo de candidatos, será assegurado um equilíbrio em termos de género dos participantes.
  • Os alunos com menos oportunidades são incentivados a participar, recebendo para tal o necessário apoio, mas terão, igualmente, de demonstrar as suas competências interpessoais e o compromisso com a disseminação dos resultados de aprendizagem alcançados.
  • De entre os alunos que cumpram os requisitos de candidatura, será dada preferência aos que nunca participaram em qualquer mobilidade Erasmus ao estrangeiro.

A seleção dos alunos será da responsabilidade da Equipa de internacionalização do Agrupamento e de um elemento designado pela Diretora. Será feita a apreciação das candidaturas apresentadas, verificando o cumprimento de todos dos citérios elencados neste regulamento, atribuindo-se a cada uma pontuação de 1 e 10 pontos, de forma a poder ordenar os candidatos.

Aos alunos que reúnam condições para virem a ser selecionados, será realizada uma entrevista em dia, hora e local comunicados, previamente, por email. A não comparência à entrevista será fator de exclusão da lista ordenada de candidatos.

Os alunos não selecionados farão parte de lista de reserva ordenada, sendo chamados sempre que houver alguma dispensa ou desistência.

Será motivo de exclusão a indicação de falsas declarações no formulário de candidatura ou na carta de motivação, assim como a não entrega de documentos solicitados dentro dos prazos estipulados.

Os pais/tutores legais do aluno deverão dar autorização para participar no Projeto, para publicação/ partilha dos trabalhos dos seus educandos, bem como autorização para uso da sua imagem no âmbito das atividades em que se envolvem.

 

Pág. 1 de 34

 

 

PROVAS

 


Professores:

 


Alunos e E.E.: